Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Encontrado morto estudante português desaparecido na República Checa

Cadáver do jovem foi encontrado no mesmo prédio onde morava na rua Pushkin.
Correio da Manhã 8 de Novembro de 2021 às 22:04
A carregar o vídeo ...
Encontrado morto estudante português desaparecido na República Checa

O estudante português de medicina que estava a ser procurado desde domingo em Pilsen, na República Checa, foi encontrado morto num prédio.

A notícia foi confirmada pela polícia esta terça-feira de manhã, avança o jornal local Krimi-Plzen. Também a faculdade de Tomás confirmou a morte do jovem, tal como o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) à agência Lusa.

Segundo o MNE português, "as autoridades policiais da República Checa confirmaram à embaixada de Portugal em Praga a identidade do corpo encontrado ontem [segunda-feira] junto ao local de residência do cidadão nacional desaparecido durante o fim de semana".

A mesma fonte adiantou que o embaixador de Portugal naquele país já se encontrou com os familiares do jovem. Estão em Pilsen elementos da embaixada e da secção consular, a fim de prestarem o apoio necessário às autoridades checas e à família do cidadão nacional que morreu, adianta o ministério.

De acordo com o Krimi-Plzen, os bombeiros foram acionados para a rua Pushkin, onde o cadáver do jovem foi encontrado no mesmo prédio onde morava. O óbito foi declarado no local.

As autoridades encontram-se agora a investigar as causas da morte do jovem e ordenaram que Tomás Alcaravela seja autopsiado. 

Tomás Alcaravela, de 20 anos, foi visto pela última vez a sair da discoteca NoLimit para um apartamento na mesma rua, onde chegou pelas 05h00 de sábado. Mas, de manhã, já não se encontrava nesse local e desde então não foi mais visto.

De acordo com amigos e com a imprensa checa, o telemóvel de Tomás Alcaravela deu sinal no domingo de manhã, duas vezes. Mas a polícia terá ido a esses locais e não o encontrou. Os colegas e amigos também o procuraram em hospitais, sem sucesso.

República Checa Pilsen questões sociais morte estudante Tomás Alcaravela autoridades
Ver comentários