Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

'Encontrámos um bebé no metro, agora é nosso filho': Casal adota criança abandonada em Nova Iorque

Danny Stewart estava a sair de uma estação de metro, em Nova Iorque, quando reparou no que parecia ser um boneco no chão.
Correio da Manhã 4 de Abril de 2021 às 17:42
'Encontrámos um bebé abandonado no metro, agora é nosso filho': Casal adota criança abandonada
'Encontrámos um bebé abandonado no metro, agora é nosso filho': Casal adota criança abandonada FOTO: Instagram
Danny Stewart estava a caminho de um jantar com o namorado, quando reparou numa coisa no chão de uma estação de metro, em Nova Iorque, nos EUA.

Eram quase 20h00 no dia 28 de agosto de 2000 e Danny, de 34 anos, já estava atrasado para o compromisso com o companheiro, Pete Mercurio, de 32.

No momento em que Danny se apressava para sair da estação, viu o que lhe parecia ser um boneco no chão junto à parede. "Olhei mais uma vez e reparei que as pernas se mexeram", contou à BBC.

Correu pelas escadas e percebeu que o boneco era, de facto, um bebé enrolado numa camisola.

O homem mal podia acreditar no que estava a ver, ou que alguém seria capaz de abandonar um bebé naquele sítio.

Na altura, Danny não tinha um telemóvel por isso encontrou uma cabine telefónica e ligou para o 112. "Encontrei um bebé", exclamou ao telefone com a linha de emergência.

As autoridades levaram o menino para o hospital e o casal voltou à sua vida normal. Dias depois, Danny queria saber o estado de saúde da criança e deslocou-se à unidade hospitalar, mas não lhe deram notícias.

Em dezembro do mesmo ano, Danny recebeu um convite da Administração de Serviços para Crianças para comparecer a uma audiência no tribunal de família, para testemunhar sobre como tinha encontrado o menino.

No fim da audiência, juiz perguntou a Danny se estaria interessado em adotar o bebé.

"Sim, mas não acho que seja fácil", disse Danny, a juíza sorriu e disse: "Bem, pode ser".

No entanto, Pete não estava preparado para dar esse passo. 
"Eu não queria que minha vida mudasse. Estava feliz da forma como estávamos e isso mudaria tudo", disse.

Mas a certa altura, Danny afirmou: "Vou para a frente com isto, estejas a bordo ou não".

O casal concordou em ir visitar o menino ao lar de acolhimento. A partir daí, todas as dúvidas desvaneceram e tiveram a certeza de que queriam construir família com aquele filho adotivo.

O processo de adoção começou a partir daí e demorou cerca de nove meses.

"Não posso imaginar minha vida se não fosse assim", diz Danny, hoje com 55 anos. "A minha vida tornou-se muito mais rica e plena. Mudou minha visão do mundo, a minha perspectiva".

"Da mesma forma que era inconcebível há 20 anos pensar em sermos pais, hoje é inconcebível pensar em não sermos pais", admitiu Pete.




Danny Stewart Nova Iorque EUA Pete Mercurio bebé metro abandonado adoção casal gay homossexual família
Ver comentários