Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Escolas primárias em Nova Iorque proíbem disfarces de Halloween da série "Squid Game"

Alunos têm replicado cenas da série nos intervalos.
Correio da Manhã 28 de Outubro de 2021 às 20:39
Squid Game, série da Netflix
Squid Game, série da Netflix FOTO: REUTERS/Kim Hong-Ji
A violência explícita na afamada série "Squid Game" tem gerado preocupações sobre que efeitos poderá ter nas crianças. Perante esta ideia, três escolas primárias do estado de Nova Iorque, nos EUA, proibiram já os disfarces de Halloween baseados na série sul-coreana.

A série da Netflix, que tem feito sucesso em todo o mundo, conta a história de um grupo de pessoas endividadas que participam numa competição por um enorme prémio monetário. Até lá, têm de enfrentar uma série de jogos infantis mortais.

De acordo com a BBC, as escolas no distrito de Fayetteville-Manlius, em Nova Iorque, têm diretrizes específicas que proíbem disfarces de Halloween com objetos "que podem ser interpretados como armas" ou os que são "muito sangrentos ou assustadores", afirmou o superintendente Dr. Craig Tice à CBS News.

Segundo Tice, os alunos têm replicado cenas da série nos intervalos e os pais das crianças já foram alertados para o facto de os
"jogos associados a comportamentos violentos não serem apropriados".

A série está classificada para o público adulto nos EUA, o que significa que não é recomendável a menores de 17 anos.

Ainda assim, alguns pais mostraram-se desagradados com a medida proibitiva. "É um disfarce. Só não deixe os seus filhos verem a série", disse uma mulher à CBS. Já outro pai classificou a proibição como "autoritária".
Halloween Nova Iorque BBC EUA CBS News artes cultura e entretenimento televisão media
Ver comentários