Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Estados que enfrentam entradas ilegais pedem à UE fronteiras mais fortes

Ministro do Interior da Polónia pediu alterações às leis de migração da UE e insistiu no pedido de fundos europeus para financiar as barreiras.
Lusa 21 de Janeiro de 2022 às 15:10
Conselho da União Europeia
Conselho da União Europeia FOTO: iStockphoto
Ministros do Interior de países da UE que enfrentam a migração ilegal pediram esta sexta-feira mais medidas para proteger as fronteiras externas do bloco, num encontro onde a Comissão Europeia insistiu nas ações preventivas em vez da construção de muros.

Ministros de 14 países, incluindo os bálticos, a Grécia, a Polónia, a Itália, a Áustria e a França, que detém atualmente a Presidência rotativa do Conselho da União Europeia (UE), participaram numa conferência sobre segurança fronteiriça na capital da Lituânia, juntamente com a comissária europeia para os Assuntos Internos, Ylva Johansson.

O ministro do Interior da Polónia, Mariusz Kaminski, pediu alterações às leis de migração da UE e insistiu, como a Letónia e a Lituânia, no pedido de fundos europeus para financiar as barreiras que estão a construir ao longo das suas fronteiras com a Bielorrússia.

Interior Lituânia UE Comissão Europeia economia negócios e finanças tecnologias de informação segurança
Ver comentários