Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Estados Unidos vão doar mais 500 milhões de vacinas da Pfizer

Anúncio foi feito esta quarta-feira.
22 de Setembro de 2021 às 13:24
Joe Biden tenta acalmar a fúria francesa após anúncio da aliança com o Reino Unido e a Austrália
Joe Biden tenta acalmar a fúria francesa após anúncio da aliança com o Reino Unido e a Austrália FOTO: Yuri Gripas/EPA
Os Estados Unidos da América anunciaram esta quarta-feira que vão doar mais 500 milhões de vacinas contra a Covid-19 feitas pela Pfizer e BioNTech para nações ao redor do mundo, de acordo com a Reuters.

Na 76.ª Assembleia Geral das Nações Unidas, realizada esta terça-feira, Biden disse que os Estados Unidos investiram mais de 15 mil milhões de dólares (cerca de 13 mil milhões de euros) na resposta global contra a pandemia, com o objetivo de financiar mais de 160 milhões de vacinas contra a Covid-19 noutros países.

As vacinas serão produzidas nos Estados Unidos e enviadas para países mais desfavorecidos a partir de janeiro. "Este é um grande compromisso dos Estados Unidos. Na verdade, para cada injeção que administramos no país, estamos a doar três doses para outros países", disse à Reuters um alto funcionário do governo dos EUA, antes do anúncio.

Joe Biden realçou ainda que vai pressionar os líderes mundiais para que façam todos os esforços possíveis para alcançar a meta das 70% pessoas totalmente vacinadas em setembro de 2022.

Os EUA já tinham comprado 500 milhões de doses da vacina Pfizer / BioNTech que doaram através da plataforma global de compartilhamento de vacinas COVAX.

Tendo em conta a elevada polarização que existe entre a taxa de vacinação dos países mais desenvolvidos e os subdesenvolvidos, a Organização Mundial de Saúde tem pedido aos EUA e outros países ricos que adiem as vacinas de reforço e usem essas doses para ajudar a inocular as muitas pessoas em todo mundo que ainda não receberem sequer a primeira dose.
Estados Unidos Covid-19 Reuters Pfizer / BioNTech BioNTech Joe Biden EUA
Ver comentários