Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Estreia de Michael Bloomberg nos debates televisivos marcada por ataques

Bilionário foi o principal visado em debate marcado pela tensão entre os candidatos.
Maria Vaz 21 de Fevereiro de 2020 às 08:39
Bloomberg (à esquerda) foi alvo de um ataque concertado dos restantes candidatos democratas no debate
Bloomberg (à esquerda) foi alvo de um ataque concertado dos restantes candidatos democratas no debate FOTO: David Becker/Reuters
Como esperado, Michael Bloomberg foi o alvo a abater no debate democrata que decorreu quarta feira à noite em Las Vegas, no Nevada, com os restantes candidatos a unirem-se nos ataques ao ex-‘mayor’ de Nova Iorque. "Corremos um enorme risco se nos limitarmos a substituir um bilionário arrogante por outro", avisou a senadora Elizabeth Warren, que foi uma das mais contundentes.

A aguardada estreia de Bloomberg nos debates televisivos mostrou um candidato hesitante e desconfortável parente os ataques de que foi alvo. Bernie Sanders abriu as hostilidades lembrando a controversa política ‘stop and frisk’ (parar e revistar) que impôs quando era ‘mayor’ de Nova Iorque e que foi considerada discriminatória contra os afro-americanos e outras minorias. Elizabeth Warren foi mais dura, comparando Bloomberg a Trump na forma como trata as mulheres.

"Estamos a concorrer contra um bilionário que chamas ‘gajas gordas’ e ‘lésbicas com cara de cavalo’ às mulheres. Não estou a falar de Trump, mas de Michael Bloomberg", disse a senadora, que recordou ainda os casos de mulheres "perseguidas e discriminadas" nas empresas do bilionário.

Bloomberg está em terceiro lugar nas sondagens, apesar de não ter participado nas primárias do Iowa e New Hampshire e ter optado por ignorar também as próximas duas (Nevada e Carolina do Sul) para se concentrar na ‘superterça-feira’, a 3 de março.
Ver comentários