Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

EUA dispostos a defender e intervir militarmente caso China invadisse Taiwan

Ilha tornou-se "ainda mais forte" após a invasão da Ucrânia pela Rússia.
Lusa 23 de Maio de 2022 às 08:22
Joe Biden em Tóquio
Joe Biden em Tóquio FOTO: Reuters
O Presidente norte-americano, Joe Biden, disse esta segunda-feira que os Estados Unidos interviriam militarmente caso a China invadisse Taiwan, numa das declarações mais fortes e abertas de apoio a Taipé por um líder da Casa Branca em décadas.

Joe Biden disse que a obrigação de proteger a ilha tornou-se "ainda mais forte" após a invasão da Ucrânia pela Rússia. "Esse é um compromisso que assumimos", disse o chefe de Estado norte-americano, numa conferência de imprensa, em Tóquio.

Para o Presidente dos EUA, o uso da força pela China contra Taiwan "simplesmente não seria apropriado" e "mudaria toda a região", constituindo um evento semelhante ao que aconteceu na Ucrânia.

Estados Unidos Casa Branca Taipé China Joe Biden
Ver comentários
}