Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Os rostos da tragédia de Las Vegas

Conheça as histórias de quem perdeu a vida no tiroteio de segunda-feira.
Daniela Espírito Santo 3 de Outubro de 2017 às 09:58
Sonny Melton era enfermeiro. Morreu a proteger a mulher
O canadiano Jordan McIldoon morreu nos braços de uma desconhecida
Quinton Robbins tinha 20 anos e era estudante universitário
Denise Salmon Burditus partilhou esta foto com o marido minutos antes de morrer em Las Vegas
Charleston Hartfield era veterano de guerra, polícia e treinador de uma equipa de crianças
Jenny Parks era educadora de infância. Deixa dois filhos menores
Adrian Murfitt morreu nos braços de um amigo
Jessica Klymchuk deixa quatro filhos
Lisa Romero-Muniz era secretária numa escola e ajudava os alunos
Susan Smith trabalhava numa escola há 16 anos
John Phippen deixa cinco filhos, que já tinham perdido a mãe há três anos
Rhonda LeRocque era uma grande fã de música country
Dana Gardner era 'uma dedicada funcionária pública'
Carrie Barnette tinha 34 anos e trabalhava na Disney
Sonny Melton era enfermeiro. Morreu a proteger a mulher
O canadiano Jordan McIldoon morreu nos braços de uma desconhecida
Quinton Robbins tinha 20 anos e era estudante universitário
Denise Salmon Burditus partilhou esta foto com o marido minutos antes de morrer em Las Vegas
Charleston Hartfield era veterano de guerra, polícia e treinador de uma equipa de crianças
Jenny Parks era educadora de infância. Deixa dois filhos menores
Adrian Murfitt morreu nos braços de um amigo
Jessica Klymchuk deixa quatro filhos
Lisa Romero-Muniz era secretária numa escola e ajudava os alunos
Susan Smith trabalhava numa escola há 16 anos
John Phippen deixa cinco filhos, que já tinham perdido a mãe há três anos
Rhonda LeRocque era uma grande fã de música country
Dana Gardner era 'uma dedicada funcionária pública'
Carrie Barnette tinha 34 anos e trabalhava na Disney
Sonny Melton era enfermeiro. Morreu a proteger a mulher
O canadiano Jordan McIldoon morreu nos braços de uma desconhecida
Quinton Robbins tinha 20 anos e era estudante universitário
Denise Salmon Burditus partilhou esta foto com o marido minutos antes de morrer em Las Vegas
Charleston Hartfield era veterano de guerra, polícia e treinador de uma equipa de crianças
Jenny Parks era educadora de infância. Deixa dois filhos menores
Adrian Murfitt morreu nos braços de um amigo
Jessica Klymchuk deixa quatro filhos
Lisa Romero-Muniz era secretária numa escola e ajudava os alunos
Susan Smith trabalhava numa escola há 16 anos
John Phippen deixa cinco filhos, que já tinham perdido a mãe há três anos
Rhonda LeRocque era uma grande fã de música country
Dana Gardner era 'uma dedicada funcionária pública'
Carrie Barnette tinha 34 anos e trabalhava na Disney
Um atirador matou esta segunda-feira 59 pessoas e feriu mais de 500 durante um festival de música em Las Vegas. 

24 horas depois, começam a surgir as histórias de quem perdeu a vida às mãos de Stephen Paddock, que atirou a matar do 32.º andar do Mandalay Bay Hotel. 

Entre as vítimas, diz o jornal Metro, figuram efermeiros, polícias e professores, mães, pais e filhos, namorados, maridos e amigos... Vidas perdidas à força da bala e por quem hoje a América chora. 

Conheça as histórias das vítimas que já foram identificadas:

Sonny Melton
Sonny estava no festival com a mulher Heather quando foi atingido pelo atirador. Morreu a tentar salvá-la. 

"Ele salvou a minha vida. Agarrou-me e começou a correr até que o senti a ser atingido nas costas", confessou Heather, médica cirurgiã. 

"Quero que toda a gente saiba que ele era um homem adorável e com um grande coração. Neste momento,  mal consigo respirar", desabafou. 

Enfermeiro de profissão, trabalhava no Jackson-Madison County General Hospital e era de Big Sandy, no Tennessee. 

Adrian Murfitt
Adrian tinha 35 anos e era do Alaska. A morte foi confirmada pelo amigo Brian MacKinnon, que o socorreu quando a tragédia aconteceu. "Ele morreu nos meus braços", disse Brian, em entrevista.

"Ele é uma das pessoas mais felizes que conheço. Estava sempre bem disposto e era como um irmão para mim. A pessoa errada morreu", lamentou. 

Jessica Klymchuk
Jessica era originária do Canadá e mãe de quatro filhos. Celebrava o facto de ter ficado noiva recentemente.

A sua morte foi confirmada oficialmente pelo presidente da Câmara da sua cidade, Edmonton. "Estamos de coração partido. Vamos apoiar as crianças e a família da Jessica", confirmou, o mayor Don Iveson.

Jordan McIldoon 
Jordal McIldoon era canadiano, mas estava no Nevada com a namorada para assistir ao festival. Aprendiz de mecânico, Jordan morreu agarrado a uma desconhecida. 

A morte já foi confirmada pelos pais, Al e Angela McIldoon. "Apenas tivemos um filho. Simplesmente não sabemos o que fazer agora", confessaram, numa entrevista. 

Charleston Hartfield
Charleston era polícia, treinador de uma equipa de futebol americano formada por crianças e veterano de guerra. 

Morreu com 34 anos a tentar salvar outras vidas, durante o tiroteio em Las Vegas. 

Um amigo recorda-o com carinho e saudade. "Mandei-lhe uma mensagem e esperei que me respondesse de volta. Quando não o fez, pensei que estivesse ocupado a ajudar outros...", confessa. "Não conheço um homem melhor que o Charles. São sempre os melhores que partem cedo demais, lamentou. 

Quinton Robbins
Quinton Robbins tinha apenas 20 anos. Era estudante na universidade do Nevada e adorava ser treinador de futebol. A morte foi confirmada pela tia, Kilee Wells Sanders, numa publicação feita no Facebook. 

"Ele era uma alma muito amorosa e amável. Toda a gente que o conhecia o adorava. Tinha um sorriso e um riso contagiantes. Era verdadeiramente uma pessoa espetacular", assegura a tia. "Vai deixar saudades a muita gente, pois muita gente o adorava. Tinha tanto talento... Não consigo dizer coisas boas suficientes sobre a sua amorosa alma", lamenta. 

 

Denise Salmon Burditus 

Denise estava no festival com o marido Tony, que sobreviveu. Uma amiga confirmou a morte, prestando tributo a Denise online e deixando "orações para o Tony e a família". 

Minutos antes de morrer, Denise partilhou uma fotografia no Facebook no festival, onde aparece sorridente com o companheiro.



Jenny Parks
Jenny era educadora de infância e tinha 39 anos. Deixa dois filhos e o marido Bobby. A família não esquece o seu legado. "Este é um dia triste para mim e a minha família. A minha sobrinha foi uma das vítimas daquele filho da mãe em Las Vegas. Por favor, rezem pela família. Ela era uma mulher muito doce e uma boa mãe", disse a tia de Jenny, Rhonda Boyle, no Facebook. 



John Phippen
John era pai de cinco filhos e avô. Criava os filhos sozinho, uma vez que a mulher tinha morrido há três anos.

Estava no concerto com um dos filhos, Travis. Morreu junto a ele, enquanto que Travis permanece no hospital com um ferimento de bala no braço. 

Os amigos estão a angariar fundos para a família. Na página oficial da iniciativa, os amigos garantem que perder John "é mais que devastador". "Hoje perdemos uma alma maravilhosa, altruísta e doce para um ato de violência sem sentido", é dito.

Lisa Romero-Muniz
 
Lisa era secretária numa escola secundária no Novo México. No seu trabalho, ajudava e dava encorajamento a estudantes alvo de processos disciplinares. Segundo um jornal local, era conhecida por ser bondosa e extrovertida. 

Sandy Casey
Sandy tinha 35 anos e era professora de educação especial na Califórnia. Viajou até ao Nevada com um grupo de colegas para assistir ao festival. Um dos colegas confirmou o óbito. "Isto é incrivelmente triste e trágico", disse. 

O companheiro de Sandy, Christopher Willemse, fez questão de prestar homenagem online. "O apoio e amor que recebemos nos últimos tempos mostram o quão importante esta maravilhosa mulher era. Ela viveu a vida ao máximo e fez de mim o homem mais feliz do mundo", disse. 

Susan Smith
Susan tinha 53 anos e era gerente de uma escola na Califórnia há 16 anos. Era colega de Sandy e morreu com ela em Las Vegas. Os colegas recordam-na como uma "maravilhosa companheira de trabalho", "excelente na sua profissão". "Ela era o braço direito do diretor. Se houvesse algum problema, era tratava e garantia que tudo corria bem", explicou um colega. Deixa dois filhos com cerca de 20 anos.

Rhonda LeRocque 
Rhonda trabalhava para uma empresa de design e estava no festival com o marido Jason, a filha de seis anos e o sogro. Todos eram grandes fãs de música country.

Fugiram no momento do tiroteio, mas Rhonda acabou por ser atingida com uma bala na cabeça.

No Facebook, a irmã mostrou-se devastada. "A minha linda irmã perdeu a vida em Las Vegas. O meu coração está partido, eu não consigo sentir nada e sinto-me paralizada. Isto não me parece real. Viro-me para Deus à procura de conforto, tal como ela me pediria. Espero que ela descanse até ser chamada para o paraíso", diz a irmã. 

 

Dana Gardner
Dana trabalhava no escritório do juíz do condado de San Bernardino e era uma "dedicada funcionária pública" e "uma grande empregada", garantiu o patrão. 

Morreu ao ser atingida duas vezes durante o concerto, uma vez no braço e outra no peito.

Carrie Barnette
Carrie tinha 34 anos e também veio da Califórnia para assistir ao festival. Trabalhava na Disneyland de Anaheim e era descrita pelos colegas e amigos como "uma pessoa linda". 

"Choramos a perda de um membro da família Disney. Trágico. Que ato horrível e sem sentido, que perda para tantos", comentou, via Twitter, o CEO da empresa. 




Ver comentários