Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Funcionário de bomba de gasolina assassinado por pedir a cliente para usar máscara

Estudante de 20 anos foi morto a tiro depois de se recusar a vender cerveja a um cliente sem máscara.
Correio da Manhã 21 de Setembro de 2021 às 14:49
A carregar o vídeo ...
Funcionário de bomba de gasolina assassinado por pedir a cliente para usar máscara
Um estudante de 20 anos que trabalhava numa bomba de gasolina na cidade de Idar-Oberstein, sudoeste da Alemanha, foi morto a tiro este sábado depois de se ter recusado a vender cerveja a um cliente que não estava a usar máscara.

O crime aconteceu na noite de sábado depois de o empregado da caixa ter exigido a um homem de 49 anos que usasse máscara. Na Alemanha, o uso de máscara em lojas é obrigatório desde o início da pandemia. O homem terá saído da loja e regressado uma hora depois, ainda sem máscara, mas com uma arma ilegal e com a qual terá desferido um tiro na cabeça do funcionário de balcão que acabou por morrer, de acordo com o jornal New York Times.

Apesar dos muitos protestos que têm assolado a Alemanha, por parte de negacionistas e anti-vacinas contra o uso de máscara e outras medidas de contenção contra a pandemia de Covid-19, esta é a primeira morte registada diretamente ligada às restrições.

De acordo com o procurador, Kai Fuhrmann, o suspeito não tem antecedentes e responsabilizou o empregado pelo crime porque "estava a cumprir as regras".

A polícia e o Ministério Público estão agora a avaliar os dispositivos eletrónicos do suspeito para verificar se o homicídio foi premeditado. Por agora, o homem permanece sob custódia das autoridades.

O presidente da cidade de Idas-Obserstein, Frank Fruehauf, considerou a morte do jovem um "ato terrível". Os moradores têm vindo a colocar flores e velas no exterior da estação de serviço em homenagem ao jovem estudante, de acordo com a agência de notícias France-Presse.

máscara homicídio crime bomba gasolina estudante cliente funcionário
Ver comentários