Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Camas 'anti-sexo' nos Jogos Olímpicos de Tóquio? Ginasta prova que não

Rhys McClenaghan mostrou num vídeo que as camas de cartão utilizadas na cidade olímpica são afinal bem robustas.
Correio da Manhã 20 de Julho de 2021 às 19:07
A carregar o vídeo ...
Ginasta irlandês desmistifica o mito das camas 'anti-sexo' nos Jogos Olímpicos de Tóquio

A utilização de camas de cartão na cidade olímpica em Tóquio levantou um grande burburinho e o atleta norte-americano, Paul Chelimo, disse nas redes sociais que o objetivo era evitar a intimidade entre atletas. No entanto, um outro atleta, desta feita irlandês, desmistificou o mito.

As camas de cartão, que teriam sido feitas para ceder com o peso de duas pessoas em cima, de modo a promover o distanciamento social entre atletas, afinal suportam 200 quilos, afirmaram os fabricantes.

E foi isso que Rhys McClenaghan quis comprovar. Num vídeo publicado nas redes sociais, o irlandês de 21 anos saltou em cima da cama de cartão para provar que a mesma era resistente a qualquer impacto.

A conta oficial dos Jogos Olímpicos respondeu ao vídeo do irlandês: "Obrigado por desmistificar o mito".

Tóquio Paul Chelimo desporto atletismo
Ver comentários