Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Governo chinês aumenta pressão sobre empresas para melhorarem direitos laborais

Alvo principal são empresas tecnológicas que envolvem milhões de trabalhadores.
Lusa 22 de Janeiro de 2022 às 08:49
Empresas
Empresas FOTO: Noah Berger
O Governo chinês aumentou a pressão sobre as principais plataformas de comércio eletrónico e serviços para melhorarem as condições de trabalho e garantirem direitos laborais dos seus empregados, noticiaram este sábado os 'media' oficiais.

Quatro ministérios emitiram uma diretiva na sexta-feira à noite a exortar 11 empresas, incluindo gigantes como Alibaba, Tencent, Meituan (serviços digitais) e Didi (o Uber da China) a intensificarem os esforços para salvaguardar os direitos e interesses dos trabalhadores, noticiou o diário económico Caixin.

Esta é a segunda vez desde setembro que as autoridades abordam esta matéria com as empresas, uma das questões para as quais o Governo tem como alvo as empresas tecnológicas e que envolve milhões de trabalhadores, incluindo centenas de milhares de funcionários da distribuição de alimentos e condutores de veículos de transporte privado com longas horas de trabalho.

Governo política economia negócios e finanças
Ver comentários