Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Governo de Kiev teme “provocação” russa que pode levar à guerra

Ministro da Defesa alerta que tropas russas ou separatistas do leste podem criar incidente para forçar reação ucraniana.
Ricardo Ramos 11 de Abril de 2021 às 09:56
Reservistas ucranianos em manobras nos arredores de Kiev durante tensão com a Rússia
Reservistas ucranianos em manobras nos arredores de Kiev durante tensão com a Rússia FOTO: VALENTYN OGIRENKO/reuters
O ministro da Defesa da Ucrânia, Andrii Taran, alertou este sábado que a Rússia poderá estar a preparar uma “provocação” militar para forçar as tropas ucranianas a responder a dar uma justificação a Moscovo para laçar um ataque em larga escala contra o país vizinho.

Há várias semanas que Moscovo tem estado a concentrar tropas e meios militares junto à fronteira ucraniana e na Crimeia, território ucraniano ocupado pela Rússia em 2014. Moscovo garante que as movimentações militares são puramente defensivas e que ninguém deve ter nada a recear, mas os EUA e a UE já manifestaram a sua preocupação com a escalada da tensão na região.

Este sábado, Andrii Taran sugeriu que a Rússia os seus aliados separatistas do Leste da Ucrânia poderão lançar uma “provocação” para forçar uma resposta das forças de Kiev e causar um conflito aberto entre os dois países. As recentes acusações de Moscovo sobre a violação dos direitos da minoria pró-russa “poderão ser um motivo”, afirmou o ministro, adiantando que uma eventual agressão russa nunca acontecerá “sem uma decisão política ao mais alto nível” na capital russa.

Recorde-se que, na semana passada, o vice-chefe da Administração Presidencial russa, Dmitry Kozak, admitiu que a Rússia pode ter de intervir para “proteger” a população pró-russa do leste da Ucrânia e que um eventual conflito entre os dois países “seria o princípio do fim da Ucrânia”.
Kiev Andrii Taran Rússia Moscovo Leste da Ucrânia política diplomacia distúrbios guerras e conflitos defesa
Ver comentários
}