Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Grupo Lufthansa suspende voos no espaço aéreo afegão

Forças talibãs recuperaram o poder provocando a saída urgente de cidadãos estrangeiros.
Lusa 16 de Agosto de 2021 às 11:36
Lufthansa já tinha estabelecido que uma primeira alteração de voo seria gratuita
Lufthansa já tinha estabelecido que uma primeira alteração de voo seria gratuita FOTO: Getty Images
A Lufthansa é o primeiro grupo de aviação europeu a suspender "até nova ordem" o sobrevoo do Afeganistão, onde as forças talibãs recuperaram o poder provocando a saída urgente de cidadãos estrangeiros.

"Todas as companhias aéreas do grupo suspenderam os voos sobre o Afeganistão até nova ordem", indicou a Lufthansa através de um comunicado enviado à agência France Presse.

"Esta medida visa assegurar a segurança aérea", refere o grupo alemão detido pelas companhias Austrian Airlines, Swiss, Brussel Airlines e Eurowings. 

"Em consequência, a duração dos voos com destino à Índia, entre outros, vai demorar mais uma hora", alerta o grupo Lufthansa. 

No domingo, as forças talibãs tomaram a capital do Afeganistão na sequência de uma campanha militar incrementada desde o passado mês de maio, altura em que os militares norte-americanos começaram a retirada final do país.

A retirada dos Estados Unidos foi negociada em fevereiro de 2020.

Uma grande parte dos diplomatas e estrangeiros que se encontram no país estão a abandonar Cabul em voos fretados pelas Forças Armadas dos Estados Unidos, que organizam a retirada no aeroporto militar.

A Lufthansa "estuda neste momento, em cooperação com o Ministério dos Negócios Estrangeiros (alemão) a forma mais rápida de retirar os cidadãos alemães", acrescenta o grupo.

O primeiro avião da Bundeswehr (exército alemão) partiu no domingo para Cabul onde deve participar nos próximos dias na operação de evacuação da embaixada e retirada de civis e militares.

 

Lufthansa Afeganistão Cabul distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
}