Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Guterres condena ataque suicida que matou pelo menos 19 pessoas em Cabul

Secretário Geral da ONU pediu ao regime talibã que proteja os direitos de todas as pessoas.
Lusa 1 de Outubro de 2022 às 07:13
António Guterres
António Guterres FOTO: Reuters
O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou o "ataque hediondo" contra um centro educacional na capital do Afeganistão, no qual 19 pessoas morreram e outras 27 ficaram feridas, a maioria estudantes.

"Dezenas de crianças e adolescentes foram mortos nesta sexta-feira num ataque hediondo a um centro educacional na cidade de Cabul. As autoridades 'de facto' devem proteger os direitos de todos os afegãos", disse o secretário-geral das Nações Unidas.

Numa mensagem publicada na rede social Twitter, Guterres pediu também ao regime talibã que proteja os direitos de todas as pessoas, "independentemente de sua origem étnica ou género", para que possam ter acesso à educação "com segurança".

António Guterres Cabul Afeganistão
Ver comentários