Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Hidroxicloroquina ligada a aumento de mortes por Covid-19

Medicamento defendido por Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, e Donald Trump, ex-presidente dos EUA, não demonstrou nenhum benefício para tratar da doença.
Correio da Manhã 24 de Abril de 2021 às 16:47
Hidroxicloroquina
Hidroxicloroquina
Hidroxicloroquina
Hidroxicloroquina
Hidroxicloroquina
Hidroxicloroquina
O uso de hidroxicloroquina, o medicamento que foi muito defendido por Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, e Donald Trump, ex-presidente dos EUA, como o tratamento para a Covid-19 revelou-se ligada a um aumento das mortes por Covid-19. 

De acordo com uma metaanálise, assinada por quase 100 cientistas e publicada na revista científica Nature, a hidroxicloroquina - uma versão modificada da cloroquina - está associada a um aumento das mortes e a cloroquina não possui qualquer benefício para o tratamento da doença. 

O documento analisou os resultados de 28 estudos independentes, publicados ou não, nos quais participaram 10.319 pacientes com Covid-19. O uso de hidroxicloroquina foi avaliado em 26 estudos (com 10.012 pacientes) e o de cloroquina em quatro estudos (307 pacientes). A maioria dos estudos (79%) foi conduzida no ambiente intra-hospitalar.

14% dos pacientes de Covid-19 tratados com a hidroxicloroquina morreram (606 de 4.316) e 11% dos que tomaram cloroquina (18 de 160) também acabaram por não resistir à doença. Em oposição, dos que não tomaram hidroxicloroquina, morreram 16,9% e dos que não tomaram cloroquina, morreram 8%. A metaanálise conclui, por isso, que a toma deste medicamento não apresenta qualquer benefício.

"Os resultados mostram que não houve benefício em redução de mortalidade em pacientes com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 com o uso de cloroquina e que o uso de hidroxicloroquina esteve associado a maior mortalidade entre os que receberam a medicação", descreve o documento.

A ineficácia deste medicamento fica comprovada e ficou claro que a hidroxicloroquina e a cloroquina podem, em vez de tratar, acabar por matar.
Donald Trump Covid-19 Jair Bolsonaro saúde questões sociais
Ver comentários