Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

H&M suspende importação de couro do Brasil devido aos incêndios na Amazónia

Grandes marcas internacionais travam negócios contra destruição do 'Pulmão da Terra'.
Correio da Manhã 5 de Setembro de 2019 às 20:27
H&M
Empresa promete reembolsar quem devolver o produto
H&M
Empresa promete reembolsar quem devolver o produto
H&M
Empresa promete reembolsar quem devolver o produto
O grupo sueco H&M suspendeu temporariamente a compra de couro do Brasil, devido aos incêndios na Amazónia.

"Devido aos graves incêndios na parte brasileira da floresta amazónica e às conexões com a produção de gado, decidimos proibir temporariamente a importação de couro do Brasil", referiu a H&M em comunicado. 

"A proibição permanecerá ativa até que existam sistemas de garantia credíveis para verificar se o couro não contribui para danos ambientais na Amazónia", afirma.

O Brasil é o segundo maior mercado de importação de couro da marca de roupa mundialmente conhecida.

Outras marcas
Além da H&M, o grupo VF Corporation detentor das marcas de calçado Timberland e Vans já tinha anunciado a suspensão do couro no fabrico dos seus produtos. 

Também a Nestlé está a "reavaliar" a importação de carne e cacau aos fornecedores brasileiros. A maior companhia de alimentação e bebidas do mundo, quer ter a certeza de que os produtos que compra não contribuem para a destruição do 'Pulmão da Terra'.

No passado mês de agosto, o número de queimadas na Amazónia quase triplicou em relação a agosto do ano passado, ultrapassando os valores de 10.421 para um número superior a 30 mil.
H&M Brasil Amazónia economia negócios e finanças agricultura e pescas floresta e madeira ambiente
Ver comentários