Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Homem atira prostituta pela janela por ela "não corresponder às expectativas" no sexo

Mulher caiu de uma altura de mais de 7 metros e sofreu várias fraturas.
Correio da Manhã 22 de Abril de 2021 às 18:51
Alexsandr foi detido
Alexsandr foi detido FOTO: Direitos Reservados

Um homem foi detido e está acusado de tentativa de homicídio por ter atirado uma prostituta, a quem tinha recorrido para serviços sexuais, pela janela do seu apartamento, na região russa de Kaluga.

Alexsandr, de 28 anos, terá chegado a acordo por serviços sexuais com a vítima, de 24 anos. Depois de fazerem sexo, segundo as autoridades russas, o homem exigiu que lhe fosse devolvida parte do dinheiro que tinha pago à prostituta por "os serviços desta e as suas capacidades não corresponderem às expectativas", segundo o canal 360 TV.

Nessa altura, irritada, a mulher terá retirado as notas que havia recebido do cliente de dentro da mala e atirou-as à cara de Alexsandr. Seguidamente o homem resolveu empurrar a mulher pela janela do apartamento, fazendo-a cair de mais de sete metros de altura.

Os vizinhos ouviram os gritos da jovem e chamaram as autoridades. A profissional do sexo sofreu fraturas numa perna e em várias vértebras e foi levada imediatamente para o hospital. Segundo fonte hospitalar, não corre risco de vida.

A polícia russa confirma a investigação ao caso, adiantando que a jovem ferida é uma imigrante queniana. "Estamos a tratar este caso como tentativa de homicídio e o suspeito já foi prontamente detido", adiantam as autoridades.

Alexsandr nega ter tido intenção de atirar a mulher pela janela, dizendo que apenas a empurrou e que a queda "foi acidental".

Kaluga Alexsandr questões sociais crime lei e justiça prostituição