Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Homem morde, bate e aperta filho da namorada até à morte porque criança urinou no sofá

Após o homicídio, Alegray mostrou o corpo do menino morto à mãe através de videochamada.
Correio da Manhã 12 de Abril de 2021 às 08:40
Alegray Jones
Alegray Jones FOTO: Direitos Reservados
Um homem de 30 anos da Florida, Estados Unidos, está a ser acusado de ter mordido, espancado e apertado até à morte o filho de apenas dois anos da namorada. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, Alegray Damiah Jones admitiu ter batido na criança até esta ficar inconsciente.

Na origem da 'fúria', explica o jornal britânico, terá estado o facto de o menino ter urinado no sofá. Em vez de ligar para o 112 para socorrer a criança, Alegray decidiu enviar mensagens à namorada, enquanto esta estava a trabalhar, a pedir ajuda.

Depois das agressões, o homem levou o menino à casa de banho, onde este vomitou, e colocou-o posteriormente na cama. Ao vê-lo inanimado, Jones tentou "acordar" o menino mordendo-o. Ligou depois à mãe da criança, via Facetime, para mostrar o menino. A mulher ligou de imediato aos meios de socorro. 

A polícia chegou ao apartamento das 00h45, uma hora depois de o homem ter começado a enviar mensagens a pedir ajuda à mãe da criança. O menor foi levado para o hospital onde morreu logo após chegar.

A criança possuia vários hematomas, hemorragia cerebral, uma laceração no fígado e apresentava ainda marcas de mordidelas humanas no antebraço esquerdo, revelou o médico que fez a autópsia ao corpo.

Alegray Damiah Jones foi acusado de homicídio pela morte violenta da criança e encontra-se detido sem possibilidade de sair sob fiança.
Ver comentários