Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Homem viola e engravida menina de 13 anos e depois tenta atropelá-la para matar bebé

Menor foi estrangulada até estar inconsciente, altura em que o predador, Eduardo, a tentou assassinar.
Correio da Manhã 21 de Novembro de 2021 às 22:22
Eduardo Rubio é companheiro da mãe da vítima, que também está grávida do criminoso
Eduardo Rubio é companheiro da mãe da vítima, que também está grávida do criminoso FOTO: Direitos Reservados

Um homem foi detido no estado norte-americano da Carolina do Norte após ter sequestrado e violado uma menina de 13 anos. A menor engravidou devido ao ataque sexual e, quando o predador descobriu, tentou atropela-la para a matar, assim como ao bebé. O criminoso é companheiro da mãe da vítima.

Eduardo Rubio, de 26 anos, está acusado de um crime de violação de menor, duas tentativas de homicídio, rapto e sequestro, e três crimes de ofensas à integridade física. O homem tentou estrangular a menina várias vezes, sendo que numa delas, na sexta-feira, a menor perdeu a consciência, altura em que a deitou numa estrada e terá tentado levar a cabo um atropelamento, com ideia de matar a criança e o bebé que esta levava no ventre.

O Fayetteville Observer, que teve acesso a documentos judiciais sobre o caso, relata que a polícia estava à procura da menor sequestrada e chegou à casa do predador sexual. Foi durante buscas, na sequência de uma denúncia anónima, que a mesma fonte voltou a ligar e relatou que a criança estava escondida noutro apartamento do suspeito.

A menor foi encontrada e resgatada, tendo sido imediatamente levada ao hospital, uma vez que apresentava lesões consistentes com agressões recorrentes em todo o corpo. Já internada, a criança contou que o predador abusou dela ao longo dos dois anos de sequestro. Exames revelaram a gravidez de quatro meses e meio da menor, da qual a menina já sabia.

Prontamente relatou que Rubio tentou matá-la precisamente porque tinha descoberto que havia engravidado a vítima.

A mãe da menina violada mantém uma relação amorosa com o suspeito há quatro anos e também está grávida do predador sexual. Disse desconhecer que a filha era abusada sexualmente e está a cooperar com as autoridades no caso.

Já Rubio encontra-se em prisão preventiva a aguardar julgamento.

Carolina do Norte Eduardo Rubio crime lei e justiça crime questões sociais rapto maus-tratos
Ver comentários