Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Catalunha: independentistas em larga maioria

Eleições regionais realizam-se este domingo.
Isabel Faria 26 de Setembro de 2015 às 06:00
Líder da Catalunha, Artur Mas, admite abrir processo unilateral de independência
Líder da Catalunha, Artur Mas, admite abrir processo unilateral de independência FOTO: Gustau Nacarino/Reuters
A um dia das eleições regionais na Catalunha, todas as sondagens dão vitória aos independentistas. Segundo o estudo da Metroscopia, publicado no ‘El País’, a força política liderada por Artur Mas, Juntos pelo Sim – que reúne os partidos Convergência Democrática e Esquerda Republicana – e várias associações cívicas, reúne 41% das intenções de voto e 66 a 67 deputados, muito perto dos 68 necessários para a maioria absoluta. Segue-se o conservador Cidadãos (14%), os esquerdistas PSC (11,7%) e Sim, é possível (11,4%). O Partido Popular (PP), no poder em Espanha, obtém na Catalunha 7,3%.

Na última intervenção antes do escrutínio, a vice-primeira-ministra, Soraya Sáenz de Santamaría, recusou a possibilidade de um estado catalão fora do estado espanhol, sublinhando que essa posição é comum ao primeiro-ministro, Mariano Rajoy, e ao líder do Partido Socialista Espanhol (PSOE), Pedro Sanchez. "A declaração de independência não é possível e não irá ocorrer", disse, frisando que a tentativa de construir estruturas de Estado próprias será "imediatamente" chumbada pelo Tribunal Constitucional.

Os independentistas garantem que em caso de vitória irão abrir um processo unilateral de secessão. Por seu lado, o líder da Catalunha, Artur Mas, reclama que a União Europeia obrigue Rajoy a negociar.
Ver comentários