Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Invade festa judaica e fere cinco pessoas à facada nos Estados Unidos

Agressor esfaqueou fiéis que celebravam o Chanucá, ou Festival das Luzes.
Ricardo Ramos 30 de Dezembro de 2019 às 08:38
Este foi o décimo ataque contra a comunidade judaica na região de Nova Iorque no espaço de uma semana
Este foi o décimo ataque contra a comunidade judaica na região de Nova Iorque no espaço de uma semana FOTO: Reuters

Um homem armado com um machete feriu cinco pessoas , no sábado à noite, num ataque contra um grupo de fiéis que celebravam a festa judaica do Chanucá nos arredores de Nova Iorque, no que foi descrito pelas autoridades como um ataque antissemita e um "ato de terrorismo doméstico".

Segundo testemunhas, o homem entrou na casa do rabino Chaim Rottenberg, na localidade de Monsey, e, sem dizer uma palavra, começou a atacar os presentes com uma arma branca de grandes dimensões. Cinco pessoas ficaram feridas, duas delas com gravidade. O atacante fugiu mas seria detido pouco depois em Manhattan. Foi identificado pela polícia como Thomas Grafton, de 37 anos e residente em Greenwood Lake, Nova Iorque.

Quando aconteceu o ataque, dezenas de pessoas estavam reunidas na casa do rabino, adjacente à sinagoga local, para celebrar o sétimo dia do Chanucá, ou Festival das Luzes, que celebra a conquista do Templo de Jerusalém. O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, descreveu o ataque como um crime de ódio e um "ato de terrorismo doméstico".

Este foi o décimo ataque antissemita na região de Nova Iorque no espaço de uma semana, depois de, no início do mês, dois atiradores terem matado quatro pessoas num supermercado judaico de Brooklyn.

Homicídios em massa batem recorde
O número de homicídios em massa nos EUA em 2019 foi o mais elevado desde os anos 70, com 41 incidentes que provocaram a morte de 217 pessoas.

De acordo com uma base de dados compilada pela Associated Press, o jornal ‘USA Today’ e a Universidade Northeastern, 33 dos homicídios em massa - incidentes com pelo menos quatro mortes sem contar com o perpetrador - foram levados a cabo com recurso a armas de fogo. Um dos mais violentos foi o tiroteio num supermercado de El Paso, que fez 22 mortos.

Ver comentários