Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Jair Bolsonaro alvo de nova investigação por alegar que vacina da Covid-19 provoca Sida

Supremo Tribunal Federal abre processo contra o presidente por falsas alegações.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 5 de Dezembro de 2021 às 07:35
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro FOTO: Joedson Alves/epa
O Supremo Tribunal Federal brasileiro (STF) instaurou uma nova investigação contra o presidente Jair Bolsonaro por alegar falsamente que a vacina contra a Covid-19 provoca a Sida.

Num direto nas redes sociais no final de outubro, o presidente, garantindo basear a sua afirmação em relatórios oficiais do governo britânico, disse aos seguidores que quem toma uma das vacinas contra a Covid-19 acaba por desenvolver um quadro de Sida. Bolsonaro foi imediatamente desmentido por entidades médicas de todo o Mundo e o direto foi retirado das redes sociais. Instado a tomar uma posição sobre o assunto pela Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado, que investigou os erros e omissões do governo federal na gestão do combate à pandemia, o procurador-geral da República, Augusto Aras, aliado de Bolsonaro, não ligou à grave denúncia, mas o juiz Alexandre de Moraes, do Supremo, determinou assim mesmo a abertura de uma investigação.

O presidente brasileiro já é alvo de outras quatro investigações no Supremo, incluindo por por suposta ingerência ilegal na Polícia Federal para proteger os filhos, acusados de corrupção, por crime de prevaricação relacionado com uma fraude gigantesca na compra da vacina indiana Covaxin, por fazer ataques e incitar a população contra juízes do próprio STF e o Congresso, e por ter acedido de forma irregular e divulgado dados sigilosos de uma investigação da Polícia Federal.
Ver comentários