Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Juíz recusa defesa de Harvey Weinstein e avança com julgamento sobre agressões sexuais

Tribunal dos EUA considerou que há muitas evidências que fazem com que o caso prossiga.
20 de Dezembro de 2018 às 15:57
Harvey Weinstein
Harvey Weinstein
Harvey Weinstein
Harvey Weinstein
Harvey Weinstein
Harvey Weinstein
Harvey Weinstein
Harvey Weinstein
Harvey Weinstein
O caso de Harvey Weinstein, que está acusado pelo crime de agressões sexuais, vai mesmo prosseguir.

A decisão, noticiada pela Sky News, avança que o juiz James Burke não contemplou a defesa do arguido, que afirma estar inocente e garante que a equipa responsável pelo caso não fez uma análise correta dos factos, durante a investigação.

Apesar disso, o juiz considerou que há muitas evidências para que o caso prossiga e vá a julgamento.

O advogado do antigo produtor de cinema norte-americano, Ben Brafman, fez algumas declarações aos jornalistas que se encontravam junto ao tribunal. "Estamos obviamente desapontados com a decisão do tribunal", avançou o jurista.

Weinstein preferiu não fazer qualquer tipo de comentário.

As acusações de que é alvo levaram ao movimento #MeToo, no qual centenas de mulheres acusaram publicamente homens poderosos na política e entretenimento de assédio e abuso sexual.
advogado Harvey Weinstein Sky News James Burke Ben Brafman juiz crime lei e justiça julgamentos
Ver comentários