Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

"Largue-me": As últimas palavras de professora a uma amiga antes de ser violada e assassinada

Mulher de 31 anos estava numa zona de parque natural na Geórgia quando desapareceu.
Correio da Manhã 2 de Agosto de 2021 às 17:19
Shanae tinha 31 anos
Shanae tinha 31 anos FOTO: Direitos Reservados

Uma professora de Inglês, natural da Austrália, foi violada e assassinada durante as férias que passava na Geórgia. Segundo fonte policial, Shanae Brooke, de 31 anos, era natural de Melbourne e estava ao telefone com uma amiga no momento em que foi atacada.

Shanae estava na cidade de Tbilisi, a fazer um trilho no parque natural da montanha Mtatsminda, quando terá desaparecido. Segundo o Daily Star, a mulher estava a falar com uma amiga pelo telefone quando foi abordada por um homem desconhecido. "Largue-me, por favor. Tire as mãos de cima de mim. Largue-me, não percebeu?", terão sido as últimas palavras da australiana antes da chamada cair ou ser deligada.

Depois do episódio a mulher não voltou a atender o telefone e foi dada como desaparecida. O corpo viria a ser encontrado este sábado, depois de um dia de buscas. Estava numa ravina, escondido por ramos que cobriam todo o corpo.

A polícia já tem um suspeito, cuja identidade não foi revelada e está a tratar o caso como homicídio. O local é conhecido por já ter sido palco de ataques sexuais semelhantes.

Ver comentários