Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Líder checheno diz que decisão de Putin coloca Kiev e NATO "numa situação desesperada"

Ramzan Kadyrov considerou Putin tomou "medidas necessárias, importantes e preventivas".
Lusa 21 de Setembro de 2022 às 15:12
Ramzan Kadyrov
Ramzan Kadyrov FOTO: Reuters
O líder da Chechénia, Ramzan Kadyrov, considerou, esta quarta-feira, que o apelo do Presidente russo, Vladimir Putin, à mobilização militar parcial colocou "a elite de Kiev e toda a NATO numa situação desesperada", em mensagem divulgada no Telegram.

"Apoio totalmente as decisões tomadas pelo Presidente", indica no texto o líder da república russa do Cáucaso do Norte de larga maioria muçulmana, ao considerar que estas "medidas necessárias, importantes e preventivas" se destinam a proteger a integridade territorial da Rússia.

"Não é segredo para ninguém que nos últimos anos foi travada uma guerra contra a Rússia e da forma mais cruel. Num certo período teve uma forma oculta, mas agora é óbvia para todos", indica o líder checheno, apontado pelos Estados Unidos como um "homem de mão" de Putin e submetido, como a sua família, a sanções impostas pelo Tesouro (Finanças) norte-americano.

Vladimir Putin Telegram Kiev NATO Chechénia Ramzan Kadyrov Presidente Rússia política
Ver comentários