Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Líder das milícias de 1999 absolvido

O Supremo Tribunal indonésio absolveu esta sexta-feira o líder da milícia integracionista Aitarak, formada em 1999, Eurico Guterres, condenado, em 2002, a dez anos de prisão pelo envolvimento na violência contra apoiantes da independência timorense.
5 de Abril de 2008 às 14:57

O juiz do Supremo Tribunal Indonésio, Djoko Sawoko, anunciou a absolvição e explicou à imprensa que Eurico Guterres foi absolvido porque  a formação da milícia foi ordenada pelo então governador da província de Timor Leste, libertado em 2004 após decisão em recurso.

 

Ver comentários