Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Líder do ‘Centrão’ vai liderar Casa Civil no Brasil

Jair Bolsonaro reforça controlo sobre o Congresso a um ano das presidenciais.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 29 de Julho de 2021 às 08:40
Jair Bolsonaro na apresentação do senador Ciro Nogueira (à direita) como novo chefe da Casa Civil
Jair Bolsonaro na apresentação do senador Ciro Nogueira (à direita) como novo chefe da Casa Civil FOTO: Adriano Machado/Reuters
O presidente brasileiro Jair Bolsonaro confirmou esta quarta-feira a nomeação do influente senador Ciro Nogueira, um dos principais líderes do grupo de partidos conhecido como ‘Centrão’, como ministro-chefe da Casa Civil, uma espécie de primeiro-ministro. Afirmando ter entregue “a alma do governo” a Ciro, Bolsonaro acrescentou que decidiu confirmar a nomeação após um sinal divino.

“Foi um sinal de Deus - no dia seguinte ao convite que lhe fiz -, esse problema com o seu avião”, afirmou Bolsonaro, referindo-se ao facto de o senador ter escapado incólume à explosão num dos motores do avião que na segunda-feira o trazia do México, onde passava férias, para Brasília.

Ciro Nogueira é um político veterano que em 30 anos no Congresso sempre apoiou quem estava no poder. Presidente do maior partido do ‘Centrão’, o Partido Progressista, já esteve com Lula da Silva, Dilma Rousseff, Michel Temer e, agora, Bolsonaro.

Além de Ciro na Casa Civil, Bolsonaro também oficializou a nomeação de Onyx Lorenzoni como ministro do Trabalho e Previdência, pasta que o presidente decidiu recriar, e o general Luiz Eduardo Ramos como ministro da Secretaria-Geral da Presidência. As trocas configuram um revés para o núcleo militar do governo, pois Ramos, que liderava a Casa Civil e tinha poder sobre os outros ministros, vai para um cargo meramente protocolar.
Ver comentários