Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Lula da Silva amplia vantagem sobre Bolsonaro e venceria por 58% caso presidenciais fossem hoje

Sondagem da Datafolha revela que Bolsonaro continua em queda nas intenções de voto.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 10 de Julho de 2021 às 16:16
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro FOTO: Getty Images

Uma nova sondagem sobre as presidenciais brasileiras de 2022, divulgada pelo Instituto Datafolha, mostra que o atual presidente, Jair Bolsonaro, atingido por acusações de corrupção e autoritarismo, mantém a tendência de forte queda e que o antigo chefe de Estado Lula da Silva está cada vez mais perto de voltar ao poder.

Segundo os dados divulgados agora pelo Datafolha, o ex-presidente, que chegou a cumprir pena por corrupção mas foi ilibado este ano pelo Supremo Tribunal Federal e voltou a ficar elegível, exibe uma confortável vantagem de 27 pontos percentuais sobre o atual governante.

Se as presidenciais de outubro de 2022 se realizassem hoje, afirma o Datafolha, Lula da Silva seria eleito na segunda volta com 58% dos votos. Já o atual presidente, Jair Bolsonaro, que há meses percorre o Brasil de norte a sul inaugurando pontes, estradas e casas populares numa pré-campanha escancarada, ficaria com 31%.

Ainda de acordo com o levantamento, feito presencialmente esta semana em cidades de todas as regiões do Brasil, nenhum dos outros potenciais candidatos às presenciais tem qualquer probabilidade de ser eleito.

Os percentuais de voto para os principais demais candidatos vão apenas de 9% para o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes, a 3% para Eduardo Leite, atual governador do estado do Rio Grande do Sul e que semana passada surpreendeu o Brasil ao assumir em rede nacional ser homossexual, o que o fez subir nas intenções de voto mas não o suficiente para ameaçar Lula ou Bolsonaro. 

Lula da Silva Jair Bolsonaro Instituto Datafolha Brasil política eleições
Ver comentários