Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Mãe morta por cão ao sacrificar-se para proteger os filhos de ataque do animal

Crianças deram o alerta a vizinhos e testemunharam horror.
Correio da Manhã 28 de Setembro de 2021 às 18:05
Amber LaBelle tinha 42 anos
Amber LaBelle tinha 42 anos FOTO: Direitos Reservados

Uma mulher norte-americana, de 42 anos, foi morta por um cão de 45 kg quando salvava os filhos de um ataque do animal. O caso aconteceu em Myrtle Point, no estado norte-americano do Oregon.

Amber LaBelle foi brutalmente atacada quando gritava para os filhos saírem de casa, onde estava o animal, pondo-se no caminho do animal raivoso para evitar que este chegasse às crianças.

April Shaw, vizinha da vítima, conta que ouviu os gritos de Amber e correu para ajudar. No caminho encontrou uma das filhas da mulher, que testemunhou o horror do ataque do cão, a chorar e a pedir para chamar os serviços de emergência. "Foi horrível. Havia um vizinho a puxar o cão… Ela já estava inconsciente no chão", recordou a vizinha.

O ex-companheiro de Amber, e pai das duas crianças, sublinhou emocionado que "a última coisa que ela fez na Terra foi salvar as vidas dos nossos filhos".

Segundo as autoridades, o cão em causa, cuja raça é uma mistura de bullgod americano e pitbull, já tinha historial de ataques anteriores. A dona do animal, Sara Nicholes, tinha deixado o cão aos cuidados de um homem, Jeremy Robertson, que estava na casa da vítima com o cão na manhã da tragédia.

A polícia não revela qual a ligação entre Amber e Jeremy, mas adianta que o cão foi deixado fechado num quarto da casa da vítima, enquanto o homem ia tratar de recados. Quando Amber abriu a porta do quarto, o cão saltou sobre ela e fugiu, eventualmente atacando-a.

O animal acabou por ter de ser abatido no local, uma vez que tentou atacar os vizinhos que o seguravam, assim como os agentes da polícia que acorreram ao local. A investigação ao caso continua.

Ver comentários