Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Marcelo lembra Sampaio nas Nações Unidas e reitera apoio às prioridades de Guterres

Enalteceu a "corajosa iniciativa" de criar, em 2013, a Plataforma Global de Assistência Académica de Emergência a Estudantes Sírios.
Lusa 21 de Setembro de 2021 às 18:21
Marcelo Rebelo de Sousa na ONU
Marcelo Rebelo de Sousa na ONU FOTO: Reuters
O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, lembrou esta terça-feira nas Nações Unidas o antigo Presidente da República Jorge Sampaio, que morreu no dia 10 deste mês, aos 81 anos, pela sua atividade no acolhimento de refugiados.

Logo na sua intervenção na 76.ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, Marcelo Rebelo de Sousa reiterou o "total apoio" de Portugal às prioridades de António Guterres como secretário-geral desta organização.

Mais à frente, o chefe de Estado lembrou Jorge Sampaio, enaltecendo a sua "corajosa iniciativa" de criar, em 2013, a Plataforma Global de Assistência Académica de Emergência a Estudantes Sírios, "alargada depois a refugiados afegãos", a que presidiu até ao fim da sua vida.

O Presidente da República referiu que Portugal é um "país campeão" na aplicação do Pacto Global para as Migrações das Nações Unidas.

Dirigindo-se a Guterres, felicitou-o "exemplar primeiro mandato" e manifestou apoio integral ao "Apelo ao cessar fogo global", lançado no início da pandemia de covid-19, em março de 2020, ao processo de reforma das Nações Unidas, à "Chamada global à ação pelos direitos humanos", de fevereiro de 2020.

"Tal como apoio as prioridades escolhidas, numas Nações Unidas 2.0, numa agenda centrada nas pessoas, respondendo à pandemia, alcançando a paz e a segurança internacionais, galvanizando a ação climática, atingindo os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável nesta Década de Ação, assegurando a centralidade dos direitos humanos, promovendo a igualdade de género, e equacionando os desafios da transformação digital", acrescentou.

Ver comentários