Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Mata parceiro durante jogo sexual

Homem deixou-se dormir e o companheiro acabou por sufocar numa máscara de gás.
Manuel Colaço e Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) 26 de Junho de 2017 às 12:26
Kevin Adams
Kevin Adams
Kevin Adams
Kevin Adams
Kevin Adams
Kevin Adams

Kevin Adams, de 54 anos, foi preso por ter adormecido durante um jogo de sexo sadomasoquista e ter deixado o parceiro morrer com uma máscara de gás no rosto, no Reino Unido.

Adams foi considerado culpado por um juíz na semana passada, por homicídio negligente do namorado Dohoon Kim, de 36 anos.

O encontro dos dois para a prática do jogo do sexo ocorreu na casa de Adams, em 2015. Para a diversão durante o jogo, o casal consumiu drogas e Kim estava amarrado pelo pescoço e usava uma máscara de gás na cara.

O parceiro de Kevin morreu da combinação da restrição das vias aéreas e do efeito da droga que consumiram antes do jogo. O casal consumiu mefedrona, vulgarmente chamada M-Cat e GHB, conhecida como a droga da violação.

Kevin Adams foi acusado por não garantir a segurança do companheiro durante e depois da actividade sexual e por ter adormecido sem remover a máscara de gás do companheiro.

O alerta da morte de Dohoon foi dado por Kevin que ligou para o número de emergência. Quando os paramédicos, chegaram ao local deram Kim como morto.

Pavlos Panayi QC, advogado de Kevin Adams, referiu que o homem não escolheu adormecer, que tinha desmaiado devido ao consumo de droga e ao cansaço físico.

Kevin e Kim conheceram-se para fazer sexo e tiveram o mesmo tipo de diversão no passado. Foi dito ao juiz que a actividade sexual entre os dois homens era consensual em todos os momentos e que era recorrente.

A polícia analisou mensagens entre Adams e outros parceiros sexuais após a morte de Kim.

Ver comentários