Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Jovem militar dos EUA morre em ataque no Afeganistão a três semanas do nascimento do filho

Rylee tinha o sonho de ser professor de história e treinador de luta livre quando terminasse o serviço.
Correio da Manhã 28 de Agosto de 2021 às 13:32
Rylee McCollum, militar norte-americano
Rylee McCollum, militar norte-americano FOTO: Direitos Reservados
O mais recente ataque, reivindicado pelo Daesh, nas imediações do Aeroporto de Cabul, no Afeganistão, matou um jovem fuzileiro norte-americano de apenas 20 anos. Rylee McCollum tinha seguido para o Afeganistão para apoiar a missão de evacuação e estava no posto de controlo no momento do ataque suicida.

O ataque fatal aconteceu a apenas três semanas da data prevista para o nascimento do filho, segundo revela a família. "Ele era um filho, um irmão, um marido e um pai com um bebé que iria nascer daí a 3 semanas".

Rylee tinha o sonho de ser professor de história e treinador de luta livre quando terminasse o serviço em nome dos EUA. "Será sempre um herói, não apenas pelo sacrifício final que fez pelo nosso país, mas também pela forma como impactou a vida de cada um ao seu redor", escreveu a irmã.

Recorde-se que os talibãs tomaram controlo das principais cidades do Afeganistão e da capital, Cabul. Um ataque suicida resultou na morte de mais de uma dezena de operacionais norte-americanos e uma centena de civis afegãos.
EUA Afeganistão Daesh Rylee McCollum Aeroporto de Cabul questões sociais
Ver comentários