Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Ministro neo-zelandês aconselha a "abrir as pernas" no confinamento e gafe acaba com piadas na Internet

"Abram as pernas, não se abram ao Covid-19" já se tornou movimento e slogan no país.
Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) 23 de Agosto de 2021 às 09:24
A carregar o vídeo ...
Ministro neo-zelandês aconselha a "abrir as pernas" no confinamento e gafe acaba com piadas na Internet

O ministro neozelandês responsável pela resposta à Covid-19 falava ao país para comentar o prolongamento do confinamento na Nova-Zelândia, após as autoridades de saúde terem registado 107 novos casos de infeção numa semana, quando cometeu uma gafe que depressa se tornou viral.

Chris Hipkins fazia um apelo para que a população mantivesse o distanciamento físico quando sai à rua para "abrir as pernas" – na realidade queria dizer "esticar as pernas". O trocadilho para a atividade sexual não passou despercebido aos presentes, e foram vários os jornalistas e membros do governo que não conseguiram disfarçar o riso.

"É um desafio para as pessoas que vivem em áreas de grande densidade populacional ir para o exterior e abrir as pernas, quando estão rodeadas de muita gente", disse o ministro. Ao seu lado estava o diretor-geral da saúde da Nova Zelândia, o Dr. Ashley Bloomfield, que esboçou um sorriso ao ouvir as declarações.

A gafe foi depois assumida pelo ministro, que disse aos jornalistas no fim da conferência que ia "esticar as pernas" e que os meios de comunicação social iam "poder divertir-se mais tarde" às suas custas.

O momento depressa se tornou viral nas redes sociais, com os neozelandeses a criarem o movimento #SpreadYourLegsNotTheVirus (em tradução livre, "Abram as pernas, não se abram ao Covid-19"), no qual surgem em poses ousadas e de pernas abertas, como sugeriu Chris Hipkins.








Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários