Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

‘Mogli da vida real’ sofre transformação: saiu da selva, já vai à escola e até anda de fato

Zanziman Ellie deu que falar após documentário revelar que jovem era alvo de bullying e mostrar dificuldades da família.
Correio da Manhã 21 de Outubro de 2021 às 18:48
Ellie tem 21 anos
Zanziman Ellie  com o uniforme escolar
Ellie tem 21 anos
Ellie tem 21 anos
Zanziman Ellie  com o uniforme escolar
Ellie tem 21 anos
Ellie tem 21 anos
Zanziman Ellie  com o uniforme escolar
Ellie tem 21 anos

Zanziman Ellie, de 22 anos, não sabia que um documentário havia de transformar para sempre a sua vida. O jovem, natural do Ruanda, deu que falar em todo o mundo após o documentário ‘Born Different’ (em português, ‘Nascido Diferente’), da AfrimaxTV, dar a conhecer a história e desafios enfrentados por Zanziman Ellie, apelidado de ‘O Mogli da vida real’, e pela sua família. Depois de ter sido vítima de bullying e chamado de "macaco" e "símio", Zanziman saiu da selva, para onde fugia regularmente e agora vai à escola, tendo já feito amigos.

No documentário, a mãe de Zanziman Ellie mostrou-se destroçada com as dificuldades de aprendizagem e de integração mostradas pelo filho, que sofre de microcefalia – doença congénita em que o crânio e o cérebro não se desenvolvem completamente. "Não gosta de comida preparada, prefere comer bananas. Ele não sabe nada, não consegue fazer nada", lamentava a mulher, que contava ainda que o jovem gostava de fugir para a selva quando era alvo de piadas, com o objetivo de "correr como o Usain Bolt". A mãe de Zanziman Ellie pedia ajuda médica e de professores, para o filho poder desenvolver competências cognitivas e para que as crianças da aldeia onde vivem pudessem aceitar as diferenças do rapaz. O rapaz não podia ir à escola, uma vez que os professores alegavam que "não tinha poder de concentração e capacidade mental para estar nas aulas".

Após o documentário se tornar viral, os produtores organizaram uma angariação de fundos para cumprir os sonhos de Zanziman e da família, que o considera um "menino milagre", já que os pais do rapaz perderam cinco filhos logo à nascença e apenas o jovem sobreviveu, tendo sido interpretado como "uma mensagem de Deus e de esperança".

A onda solidária correu mundo e, de acordo com o Atinkanews, a vida da família do ‘Mogli da vida real’ já está a ser transformada: as doações permitiram já que o rapaz frequente uma escola para crianças com necessidades educativas especiais no Centro Comunitário de Ubumwe, em Gisenyi.

O jovem está perfeitamente integrado e até dá nas vistas na escola. Deixou de fugir para a selva, já come a comida preparada pela mãe e já não prefere andar despido: usa com orgulho o fato que serve de uniforme para a escola.

"Deus faz mesmo milagres. O meu filho era ridicularizado e perseguiam-nos. Agora está na escola, tem colegas, tem amigos! E está tão feliz, estamos todos tão felizes. O meu filho agora tem uma vida boa. A bondade de todas as pessoas que nos ajudaram permitiu que construíssemos uma casa. As nossas mágoas desapareceram", diz a mãe do jovem.

Zanziman Ellie, que se mostra feliz como nunca, até se tornou numa celebridade local depois do documentário, com muita gente a pedir-lhe autógrafos e fotografias e a dar-lhe força para continuar a aprender na escola.

Ver comentários