Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Mulheres já podem dar a comunhão após mudança do Código de Direito Canónico

Papa Francisco altera Código do Direito Canónico para permitir que mulheres ajudem à missa e leiam a Palavra de Deus
Ricardo Ramos 12 de Janeiro de 2021 às 08:31
Papa Francisco
Papa Francisco FOTO: epa
O Papa Francisco alterou o Código de Direito Canónico para autorizar as mulheres leigas a ler a Palavra de Deus, a ajudar no altar durante a missa e a distribuir a comunhão, mais um passo para uma maior participação das mulheres na Igreja Católica. O sacerdócio, porém, continua de fora.

No decreto esta segunda-feira publicado, o Papa altera o que tinha sido estipulado por Paulo VI no documento ‘Ministeria quedam’, publicado em 1972, o qual só permitia aos homens receber os ministérios do Leitorado e do Acólito. O leitor é responsável pela leitura da Palavra de Deus nas cerimónias, enquanto o acólito auxilia o diácono e o sacerdote no altar e também pode distribuir a comunhão, entre outras funções.

A decisão do Sumo Pontífice vem dar valor canónico a situações que já aconteciam na prática há muitos anos em dezenas de países católicos, conforme o Papa reconhece no documento. Com esta alteração, porém, os bispos conservadores deixam de poder impedir que as mulheres na sua diocese exerçam aquelas funções.

Apesar das mudanças, a questão da ordenação das mulheres continua posta de parte, com o Papa a frisar no documento que “com relação aos ministérios ordenados, a Igreja de forma alguma tem o poder de conferir a ordenação sacerdotal às mulheres”.

Papa Igreja Católica Papa Francisco Igreja religião questões sociais aborto
Ver comentários