Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Mulheres são mais votadas no Chile, mas lei obriga-as a ceder lugares aos homens

Pela primeira vez na História, uma Constituição no mundo será escrita por homens e mulheres em igual proporção.
Lusa 18 de Maio de 2021 às 10:06
Bandeira Chile
Bandeira Chile FOTO: Cofina
As candidatas mulheres foram as mais votadas nas eleições chilenas para a Assembleia Constituinte, mas a lei de paridade de género, criada para evitar um predomínio masculino, obrigou-as a ceder vagas aos homens, segundo o Serviço Eleitoral chileno.

Pela primeira vez na História, uma Constituição no mundo será escrita por homens e mulheres em igual proporção, porém, quando se previa que a iniciativa beneficiasse as mulheres, o resultado surpreendeu: onze mulheres tiveram de ceder os seus lugares a homens e apenas cinco candidatos homens precisaram ceder suas vagas a candidatas femininas.

No resultado final, dos 155 constituintes, os homens serão 78 e as mulheres 77.

Chile Assembleia Constituinte questões sociais política Serviço Eleitoral
Ver comentários