Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Navalny anuncia greve de fome após sofrer tortura do sono

Opositor russo, detido numa colónia penitenciária, denuncia a ausência de acesso a cuidados de saúde.
Lusa 31 de Março de 2021 às 17:52
Alexei Navalny
Alexei Navalny

O opositor russo Alexei Navalny, detido numa colónia penitenciária, anunciou esta quarta-feira uma greve de fome após denunciar a ausência de acesso a cuidados de saúde e uma "tortura" por privação do sono.

"Declaro uma greve de fome para pedir a aplicação da lei e para ser assistido por um médico", escreveu Navalny na sua conta na rede social Instagram, em que diz sofrer de dores nas costas e nas pernas.

"Que posso fazer em contrário? Tenho o direito de ser analisado por um médico e de receber medicamentos. E não me permitem nem uma coisa nem outra", prosseguiu.

Este anúncio surge após o crítico do Kremlin ter afirmado na semana passada que a sua saúde se deteriorava.

Vítima de um envenenamento com um agente neurotóxico em agosto passado, atribui a responsabilidade ao Kremlin, que rejeita qualquer envolvimento.

Militante anticorrupção e feroz crítico do Presidente Vladimir Putin, foi detido em janeiro, logo após o seu regresso à Rússia proveniente da Alemanha, onde permaneceu em convalescença durante cerca de cinco meses.

Em fevereiro foi condenado a dois anos e meio de prisão num caso de fraude ocorrido em 2014 e que o próprio, diversas organizações não governamentais (ONG) e várias capitais ocidentais consideram conter motivações políticas.

Na semana passada, o seu círculo mais próximo disse recear pela sua saúde em detenção, com o opositor a queixar-se de fortes dores nas costas e na perna direita. Por sua vez, a administração penitenciária considerou que se encontrava num estado "satisfatório".

Na quarta-feira, Navalny afirmou que também sofria de dores na perna esquerda. "Já não sinto algumas partes da minha perna direita, e agora da minha perna esquerda", escreveu.

Reafirmou ainda ser vítima de "tortura por privação do sono", assegurando que é acordado "oito vezes por noite" durante o período de controlo efetuado pelos guardas prisionais.

Na segunda-feira, Navalny também afirmou no Instagram ter recebido diversas advertências desde o seu encarceramento, e que poderão implicar um possível envio para uma célula disciplinar.

Alexei Navalny crime lei e justiça prisão investigação crime governo (sistema)
Ver comentários