Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Polícia suspeito de matar mulher no Reino Unido encontrado na cela com "graves ferimentos na cabeça"

Agente é suspeito de ter sequestrado e matado Sarah Everard.
Correio da Manhã 11 de Março de 2021 às 17:22
Wayne Couzens
Sarah Everard
Wayne Couzens
Sarah Everard
Wayne Couzens
Sarah Everard
O Reino Unido está em choque com o desaparecimento de Sarah Everard, uma jovem de 33 anos que há cerca de uma semana, quando saiu de casa de um amigo em direção à sua, desapareceu sem deixar rasto. 

O caso torna-se ainda mais complexo ao ser detido, esta quarta-feira, um polícia suspeito de estar ligado ao desaparecimento da jovem.

Imagens de videovigilância de uma paragem de autocarros de Londres proporcionaram um avanço na investigação levando à detenção de Wayne Couzens, um agente da Metropolitan Police, que estaria de folga no dia do desaparecimento de Sarah, e “uma mulher na casa dos 30 anos”. Wayne é suspeito de ter sequestrado e matado Sarah. 

Couzens é oficial do Comando de Proteção Parlamentar e Diplomática. É casado, tem dois filhos E é visto como "um pai de família exemplar", segundo relatos de familiares e vizinhos nos media britânicos. A identidade da mulher não foi ainda confirmada, mas a detenção foi feita com base na suspeita de que terá ajudado Couzens no crime.

Sarah, especialista em marketing, tinha estado em casa de um amigo nas proximidades de Clapham e voltava a casa em Brixton, Inglaterra. Porém, nunca chegou e o telefone ficou desligado após ter terminado uma chamada com o marido enquanto caminhava até casa.

Já depois da detenção de Couzens e da mulher, a Metropolitan Police deu, na quarta-feira, uma conferência de imprensa para confirmar que tinham sido encontrados vestígios de restos humanos numa floresta em Ashford, que fica a mais de 90 quilómetros de distância da casa de Sarah Everard.

Wayne Couzens, que estava sob custódia da polícia, foi encontrado esta quinta-feira na cela com "graves ferimentos na cabeça", avança o Daily Mail. Foi levado de urgência para o hospital. 

Sarah Everard Reino Unido Wayne Couzens Metropolitan Police crime lei e justiça prisão crime
Ver comentários