Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Operação policial em favela do Rio de Janeiro faz 25 mortos

Polícia invadiu Jacarezinho em operação contra a fação criminosa Comando Vermelho, que estaria a recrutar crianças.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 7 de Maio de 2021 às 08:39
Operação policial em favela do Rio de Janeiro
Operação policial em favela do Rio de Janeiro FOTO: Reuters
Uma violenta operação da polícia do Rio de Janeiro deixou esta quinta-feira pelo menos 25 mortos na favela do Jacarezinho, na zona norte da capital carioca. Segundo as autoridades, uma das vítimas foi um agente da Divisão de Narcóticos e as outras 24 eram criminosos que enfrentaram a polícia a tiro, mas moradores denunciaram execuções sumárias durante aquela que é já considerada como a operação mais mortífera da polícia nas favelas.



Um gigantesco efetivo da Polícia Civil (Judiciária) invadiu a favela ao amanhecer, sendo recebido à bala pelos traficantes que dominam a região. Com o uso de blindados, a polícia derrubou barricadas erguidas pelos criminosos nos acessos à favela e avançou, auxiliada por helicópteros com atiradores de elite que faziam voos rasantes sobre as habitações humildes.

As televisões mostraram os confrontos em direto, com polícias e criminosos a disparar sem cessar armas de grosso calibre, causando o pânico entre os moradores, que a essa hora saíam de casa para trabalhar. Supostos traficantes pulavam de telhado em telhado para fugir, enquanto outros arrombavam as portas dos casebres para se esconderem.


À tarde ainda se ouviam tiros, e agentes corriam de arma na mão pelas vielas à procura de mais criminosos. Moradores denunciaram ao longo do dia que suspeitos foram executados à queima-roupa pela polícia, e que agentes invadiram residências e trataram moradores como bandidos. Representantes de organizações de defesa dos Direitos Humanos já estão a investigar as alegações.

Segundo a polícia, o Jacarezinho é o quartel-general da maior fação criminosa do Rio, o Comando Vermelho, e esconde armas, drogas e líderes da organização. A operação desta quinta-feira terá sido lançada após informações de que os traficantes estavam a recrutar crianças.
PORMENORES
Ação ilegal
A operação policial desta quinta-feira contraria uma determinação do ano passado do Supremo Tribunal Federal, que proibiu ações armadas nas favelas do Rio de Janeiro enquanto durar a pandemia, pois neste período as populações dessas áreas ficam mais aglomeradas e vulneráveis.

Atingidos no metro
Entre os feridos estão duas pessoas que estavam dentro de uma composição do metro que passou pela Estação Triagem, próximo à favela, e foram atingidos sem gravidade por balas perdidas.
operação policial Jacarezinho Comando Vermelho autoridades polícia Rio de Janeiro Brasil
Ver comentários