Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Padre anuncia em plena missa que está apaixonado por uma mulher e que vai deixar o sacerdócio

"O meu coração está enamorado. E quero viver este amor ao máximo, sem o apagar", disse o pároco.
Correio da Manhã 13 de Abril de 2021 às 16:59
O padre Riccardo deixou o sacerdócio por amor
O padre Riccardo deixou o sacerdócio por amor
O padre Riccardo deixou o sacerdócio por amor
O padre Riccardo deixou o sacerdócio por amor
O padre Riccardo deixou o sacerdócio por amor
O padre Riccardo deixou o sacerdócio por amor
O padre Riccardo deixou o sacerdócio por amor
O padre Riccardo deixou o sacerdócio por amor
O padre Riccardo deixou o sacerdócio por amor

A cena seria digna de uma novela, mas aconteceu mesmo em Massa Martana, Itália: o pároco local, Riccardo Ceccobelli, de 41 anos, deixou os fiéis surpresos ao anunciar que decidiu pendurar definitivamente a batina por amor a uma mulher, isto em plena missa de domingo.

"Não posso continuar sem ser coerente, transparente e correto, como sempre fui até agora. Mas o meu coração está enamorado. E eu quero tentar viver esta amor ao máximo, sem o apagar ou reduzir", disse o padre na igreja local.

Antes do discurso, o bispo Gualtiero Sigismondi preparou a população para a notícia que, segundo o Corriere dela Sera, já era conhecida por alguns fiéis que cochichavam rumores de terem visto o pároco a passear com uma mulher.

A família, natural da localidade próxima de Pantalla, assume que não está particularmente surpreendida com a revelação. "Somos uma família muito católica, e eu rezei para que o meu filho fosse padre. Ele é uma pessoa naturalmente boa. Na juventude teve uma namorada, talvez até mais, mas não fiquei surpreendida quando me disse que queria ser padre. Tinha vivido a sua vida. Tal como não foi agora surpresa. Ele é assim, direto ao assunto e de decisões rápidas e permanentes", diz a mãe do agora ex-padre.

"Se dependesse dele, tenho a certeza que ele continuaria a ser padre para sempre. Ele amava a vida que tinha. Mas agora apaixonou-se e descobriu outro amor", relata uma prima de Riccardo, ao mesmo tempo que recorda que o padre "sempre foi um rapaz muito bonito e que fazia sucesso entre as mulheres".

Para já, a identidade da mulher que roubou o coração de Riccardo (e que o ‘roubou’ à Igreja) não é conhecida e a família recusa divulgar de quem se trata.

Riccardo Ceccobelli Martana Itália religião questões sociais padre sacerdócio amor