Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Papa Francisco pede “decisões radicais” sobre o clima

Santo Padre gravou uma mensagem aos líderes mundiais antes do arranque da cimeira do clima, em Glasgow.
Francisco J. Gonçalves 30 de Outubro de 2021 às 09:51
Papa Francisco
Papa Francisco FOTO: Vaticano/Reuters
O Papa Francisco pediu esta sexta-feira “decisões radicais” aos líderes mundiais, instando-os a tomarem medidas “mais eficazes” no combate às alterações climáticas, para legarem um Mundo “de esperança concreta” às gerações mais jovens. O apelo foi feito horas antes de receber o presidente dos EUA, Joe Biden, que iniciou no Vaticano um périplo europeu, antes de rumar a Glasgow, onde participará na 26ª cimeira do clima da ONU.

O Papa considerou que é tempo de superarmos “o isolacionismo, o protecionismo e a exploração”. Fazendo apelo a um “renovado sentido de responsabilidade pelo Mundo”, pediu a cada um de nós que façamos a nossa parte “para mudarmos a resposta coletiva à ameaça sem precedentes das alterações climáticas”.

Biden, um católico praticante, elogiaria pouco depois o papel de Francisco no incentivo à ação ambientalista, e a sua defesa dos mais pobres e dos que sofrem fome e perseguições.

Durante um encontro de 90 minutos, Biden presenteou o Papa com uma moeda e considerou-o “o mais representativo guerreiro pela paz que teve a oportunidade de conhecer”. Francisco retribuiu, oferecendo ao presidente dos EUA uma peça em cerâmica e um exemplar dos seus mais recentes escritos sobre ensino religioso.

Antes de Glasgow, onde este domingo se inicia a chamada COP26, Biden manterá encontros com o PM italiano, Mario Draghi, e com o presidente francês, Emmanuel Macron.
Ver comentários