Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Papa Francisco submetido a cirurgia ao cólon

Papa foi operado para tratar uma estenose diverticular sintomática, que provoca dor abdominal recorrente.
Ricardo Ramos 5 de Julho de 2021 às 08:32
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
O Papa Francisco foi este domingo operado ao cólon na Clínica Gemelli de Roma. A intervenção cirúrgica, que o Vaticano disse ter sido "programada", foi bem-sucedida e o Sumo Pontífice "encontra-se bem", dizem os médicos.

A operação visou tratar uma estenose diverticular sintomática, uma inflamação dos tecidos do cólon que provoca dor abdominal recorrente, inchaço e dificuldades nos movimentos intestinais. Trata-se de um problema relativamente comum em pessoas idosas e que é normalmente resolvido com uma cirurgia laparoscópica, através de uma incisão minúscula no abdómen.

A intervenção, que decorreu sob anestesia geral, foi liderada pelo professor Sergio Alfieri, chefe do Departamento de Cirurgia Digestiva da clínica. A recuperação deverá demorar pelo menos cinco dias.

Francisco, de 84 anos, chegou à clínica cerca das 15h de este domingo (menos uma hora em Lisboa), de forma discreta, e entrou no bloco operatório por volta das 18 horas. Dezenas de jornalistas e alguns fiéis concentraram-se à porta da clínica, situada na zona Norte de Roma, à espera de notícias sobre o estado clínico do líder da Igreja Católica.

Antes de dar entrada no hospital, o Sumo Pontífice presidiu à tradicional bênção dominical do Angelus na praça de São Pedro perante centenas de fiéis, e não apresentou sinais visíveis de desconforto. Francisco aproveitou para anunciar que irá visitar a Eslováquia de 12 a 15 de setembro, após presidir ao encerramento do Congresso Eucarístico Internacional que vai decorrer em Budapeste, na Hungria.

"Sinto-me orgulhoso de anunciar que, entre 12 e 15 de setembro, se Deus quiser, deslocar-me-ei à Eslováquia para realizar uma visita pastoral", afirmou o Sumo Pontífice, que não fez qualquer referência à operação. Esta será a segunda deslocação do Papa durante a pandemia, após ter visitado o Iraque em abril.

PORMENORES
O hospital dos Papas
A Clínica Gemelli, situada na zona Norte de Roma, é onde são tradicionalmente tratados os Papas. Parte do décimo andar da clínica está permanentemente reservada para uma emergência com o Sumo Pontífice.

Primeira hospitalização
Esta foi a primeira vez que Francisco foi hospitalizado desde que se tornou Papa, em 2013. Não se lhe conhecem problemas de saúde graves. Na sua juventude, foi operado e removeu parte de um pulmão, o que por vezes o deixa ofegante a falar ou caminhar. O Sumo Pontífice sofre ainda de ciática.
Ver comentários