Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Pelo menos 184 feridos em confrontos entre manifestantes e polícia em Jerusalém

Palestinianos atiraram pedras e outros objetos em protesto contra a possível deportação de casas em terras reivindicadas por colonos.
Correio da Manhã 7 de Maio de 2021 às 23:42
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém
Confrontos em Jerusalém

Pelo menos 178 palestinianos e seis polícias ficaram feridos durante confrontos junto à mesquita de Al-Aqsa em Jerusalém, Israel.

Os manifestantes atiraram pedras e outros objetos em protesto contra a possível deportação de palestinianos de casas em terras reivindicadas por colonos.

As tensões têm aumentado em Jerusalém e na Cisjordânia durante o mês sagrado muçulmano do Ramadão, com confrontos noturnos no Sheikh Jarrah em Jerusalém Oriental, um bairro onde várias famílias estão a ser deportadas.

Dezenas de milhares de palestinianos juntaram-se esta setxa-feira no complexo ao redor da mesquita para orações. Segundo a Agência Reuters, os confrontos começaram após o toque para a refeição da noite.

As autoridades recorreram a balas de borracha e granadas de choque para afastar os jovens manifestantes, assim como canhões de água montados em veículos blindados.

De acordo com o serviço de ambulância do Crescente Vermelho Palestiniano, 88 pessoas ficaram feridas e foram transportadas ao hospital. Um dos feridos terá perdido um olho, enquanto dois sofreram ferimentos graves na cabeça e dois ficaram com a mandíbula fraturada.

"Responderemos com mão pesada a qualquer distúrbio violento, tumulto ou dano aos nossos oficiais e trabalharemos para encontrar os responsáveis ??e levá-los à justiça", afirmou uma porta-voz.

Ver comentários