Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Dez mortos em derrocada de ravina que atingiu lanchas no Brasil. Vítimas já começaram a ser identificadas

Autoridades continuam buscas por dois desaparecidos.
Domingos Grilo Serrinha, correspondente no Brasil, Marta Quaresma Ferreira(martaferreira@cmjornal.pt), Marta Lopes e Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) 8 de Janeiro de 2022 às 17:47
A carregar o vídeo ...
Sobe para sete o número de mortos em derrocada de ravina que atingiu lanchas no Brasil. Há dezenas de feridos

Quatro embarcações com turistas foram atingidas este sábado por rochas que se desprenderam de uma ravina no Lago de Furnas, na região da cidade de Capitólio, no estado brasileiro de Minas Gerais. O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou a morte de dez pessoas este domingo. De acordo com a mesma fonte, citada pela CNN Brasil, há ainda 27 feridos, 23 deles com ferimentos considerados leves e outros dois com fraturas expostas.

Uma das vítimas foi já formalmente identificada. É um homem de 68 anos, Júlio Borges Antunes, natural de Alpinólis, revelou a Polícia Cívil. Entre as vítimas identificadas há ainda uma jovem de 18 anos. 

Os bombeiros adiantam ainda que as buscas vão prosseguir este domingo, uma vez que ainda há pelo menos duas pessoas desaparecidas na tragédia, um adolescente de 14 anos e o pai. Mais de 40 mergulhadores participam nas operações. 

Segundo as autoridades, das dez vítimas mortais já identificadas são quatro mulheres e quatro homens.

Segundo as autoridades, as rochas atingiram quatro embarcações que, no total, levavam 34 pessoas.

Vídeos que circulam na internet e cuja veracidade já foi confirmada pelas autoridades brasileiras mostram as pedras a desprender-se do desfiladeiro e a caírem sobre as lanchas cheias de turistas. O estado de Minas Gerais está a ser atingido por chuvas torrenciais, que já deixaram pelo menos seis pessoas mortas, 16 mil desalojadas e 120 cidades em Estado de Emergência.

Os grandes desfiladeiros da região da cidade de Capitólio são uma das maiores atrações turísticas de Minas Gerais, tal como o profundo Lago de Furnas, que além de toda a sua beleza natural fornecem energia para grande parte do Brasil. Equipas de Bombeiros de várias cidades estavam às 14 horas locais, 17 em Lisboa, a dirigir-se para o local da tragédia.
Lago de Furnas Brasil Capitólio Minas Gerais Bombeiros Piumhmi acidentes e desastres
Ver comentários