Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Pfizer alerta para menor eficácia da vacina Covid e insiste na toma de terceira dose

Nova dose produz níveis de anticorpos contra a variante Delta cinco vezes mais fortes em pessoas entre os 18 e os 55 anos.
Correio da Manhã 1 de Agosto de 2021 às 01:21
Doses vacina Pfizer
Doses vacina Pfizer
A farmacêutica americana que desenvolve a vacina Covid da Pfizer sugeriu na quarta-feira a toma de uma terceira dose para "aumentar significativamente" a proteção contra a variante Delta, de acordo com os resultados de um estudo preliminar.

A empresa divulgou que a apresentação dos dados revelaram que uma nova dose produz níveis de anticorpos contra a variante Delta cinco vezes mais fortes em pessoas entre os 18 e os 55 anos e mais de onze vezes em pessoas entre 65 e os 85 anos, em comparação com os níveis posteriores à segunda dose.

A eficácia máxima é de 96,2%, que é atingida entre a primeira semana e dois meses após a administração da vacina, número que cai em média 6% a cada dois meses , segundo o estudo que envolveu 44.000 pessoas dos Estados Unidos e de outros países.

A Pfizer acredita que "provavelmente uma terceira dose de reforço será necessária entre seis a 12 meses após a vacinação completa para manter altos níveis de proteção" contra a Covid-19, e revelaram que a variante Delta é "a mais transmissível" até agora.

A Pfizer disse no início deste mês que pretendia solicitar uma autorização da Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos para fornecer uma terceira dose da vacina, que desenvolveu com a empresa alemã BioNTech.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
tratamentos saúde Estados Unidos Delta Covid Pfizer
Ver comentários