Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

PGR do Brasil abre investigação a ataques de Bolsonaro contra urnas eletrónicas

Pedido de abertura de inquérito tinha sido apresentado em 30 de julho por um grupo de deputados da oposição.
Lusa 17 de Agosto de 2021 às 13:00
Tentativa de intimidação a Bolsonaro não resultou
Tentativa de intimidação a Bolsonaro não resultou FOTO: Adriano Machado / Reuters
O procurador-geral da República brasileiro abriu uma investigação preliminar ao Presidente do país, Jair Bolsonaro, após este ter lançado suspeitas de fraude sobre as urnas eletrónicas, informaram fontes oficiais na segunda-feira.

Augusto Aras informou sobre a abertura da investigação após a juíza do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia ter classificado como graves as declarações de Bolsonaro contra o sistema eleitoral do país e ter dado, na segunda-feira, 24 horas à Procuradoria-Geral da República para se manifestar sobre uma eventual investigação.

Um pedido de abertura de inquérito havia sido apresentado em 30 de julho por um grupo de deputados do Partido dos Trabalhadores (PT, oposição), em que denunciaram um caso de alegada improbidade administrativa cometido pelo Presidente brasileiro, que usou a TV Brasil para transmitir uma intervenção em direto ('live') em que atacou adversários políticos e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

PGR Jair Bolsonaro Brasil Presidente política
Ver comentários