Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Polícia esperou uma hora para entrar em escola do Texas e travar autor do massacre

Diretor do Departamento de Segurança admite que foi "uma má decisão".
Correio da Manhã 27 de Maio de 2022 às 17:38
Steven McCraw
Steven McCraw FOTO: Reuters
O diretor do Departamento de Segurança Pública do Texas, Steven McCraw, admitiu esta sexta-feira que foi "uma decisão errada" não terem invadido a sala de aula durante o tiroteio na escola primária de Uvalde, que resultou em 21 mortos. 

Numa conferência de imprensa, Steven McCraw, respondeu a algumas questões ao aglomerado de jornalistas que se encontravam no local. Uma das questões prende-se pelo atraso na resposta das autoridades ao atirador, que segundo o comandante local acreditava-se que se tratava de uma situação de um jovem "barricado" e não de um atirador "ativo". 

"Por favor, enviem já a polícia", disse uma das crianças que se encontrava dentro da sala de aula da escola primária de Uvalde, segundo McCraw. A menina ligou várias vezes para o 911. 

Steven McCraw, acrescentou que cerca de 20 polícias esperaram quase uma hora para entrar dentro da escola, num momento de "pânico e aflição", e que equipa da patrulha de fronteira dos EUA utilizou as chaves de um contínuo para abrir a porta que foi trancada pelo homicida, Salvador Ramos. 




Texas Steven McCraw massacre escolas criança
Ver comentários
}