Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Polícia inglesa recebe mais de 400 mil euros para continuar a investigar desaparecimento de Maddie McCann

Criança desapareceu em maio de 2007 na Praia da Luz.
Correio da Manhã 23 de Julho de 2021 às 15:33
Madeleine McCann tinha 3 anos quando desapareceu. A polícia alemã investiga agora o caso e avançou com o cenário de rapto e morte da criança inglesa
Madeleine McCann tinha 3 anos quando desapareceu. A polícia alemã investiga agora o caso e avançou com o cenário de rapto e morte da criança inglesa FOTO: Direitos Reservados

O ministério do interior inglês já confirmou que o pedido de mais fundos para continuar a investigar o desaparecimento de Madeleine McCann foi aprovado e que a polícia metropolitana inglesa vai ter acesso a mais 409 mil euros, para a operação grange.

Os fundos para a continuação das investigações são aprovados anualmente e de acordo com as declarações de uma comissária da polícia metropolitana, as buscas pela menina inglesa vão continuar até não existir mais nada a fazer.

Até agora as investigações para descobrir o que aconteceu a Maddie, no dia 3 de maio de 2007, na praia da Luz, no Algarve, já custaram aos contirubuintes ingleses quase 15 milhões de euros, segundo o jornal britânco Mirror.

O pedofilo alemão, Cristhian Bruckener, é apontado pelas autoridades alemãs como o principal suspeito. E desde o ano passado que a polícia inglesas, colabora diretamente com a polícia alemã na procura de mais pistas para chegar a Maddie.

Bruckener, de 44 anos, ainda não foi interrogado sobre o caso mas já afirmou estar inocente.

Recentemente as autoridades foram informadas de que o suspeito e a ex-namorada tinham, em 2007, uma propriedade secreta, muito próxima do local de onde a menina despareceu. Apenas Bruckener e a companheira na altura tinham acesso ao local que era vigiado por dois cães de raça perigosa.

Até agora a polícia não encontrou qualquer ligação da mulher ao desaparecimento da menina inglesa, mas Bruckner passou a ser o principal suspeito do caso, ainda durante o ano passado, quando os registos telefónicos encontrados, o colocaram no resort na praia da luz, na noite em que a menina desapareceu.

Ver comentários