Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Polícia nos EUA admite erro de vigilância a Brian Laundrie, namorado de Gabby Petito

Namorado de Gabby Petito foi confundido com a mãe. Agentes vigiavam casa, mas o jovem já estaria morto.
Manuela Guerreiro 3 de Novembro de 2021 às 08:42
A carregar o vídeo ...
Namorado de Gabby Petito pode ter morrido dois dias depois da jovem ter sido dada como desaparecida
A polícia da Florida admite ter errado na investigação ao desaparecimento de Brian Laundrie, o namorado da jovem norte-americana de 22 anos, Gabby Petito, morta durante uma viagem romântica a dois. Durante a vigilância a Brian, após o desaparecimento de Gabby, a polícia confundiu o jovem, de 23 anos, com a mãe, o que fez com que os investigadores pensassem, erradamente, que ele estava em casa, quando, na verdade, poderia estar morto há dois dias.

O que aconteceu na viagem de Gabby e de Brian permanece um mistério, mas o final foi trágico para ambos. Ela foi brutalmente assassinada, decorrendo ainda as análises forenses ao cadáver de Brian, encontrado, a 20 de outubro, na reserva de Carlton, para perceber as causas da sua morte. A tese de suicídio começa a ganhar força entre os investigadores.

O chefe da polícia da Florida, Todd Garrison, já reconheceu que houve um erro quando os investigadores concluíram que o indivíduo com um boné de basebol a conduzir um Ford Mustang era Brian, quando, na verdade, era a mãe do jovem. Garrison adiantou que esse erro não afetou a investigação e que Laundrie, provavelmente, já estava morto: “Segundo os relatos, ele foi até lá, provavelmente cometeu suicídio e estava exatamente onde pensávamos que estava.” A causa de morte permanece por apurar.
Ver comentários