Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Portuguesa raptada à porta do Consulado Geral de Portugal em Maputo

Grupo arrastou mulher até ao carro em que fugiu.
Joana Rita de Almeida 14 de Abril de 2021 às 08:27
Polícia moçambicana
Polícia moçambicana FOTO: Lusa

Uma mulher, de 49 anos, residente em Nampula, no norte de Moçambique, e com nacionalidade portuguesa foi esta terça-feira raptada em frente ao Consulado Geral de Portugal na avenida Mao Tse Tung, em Maputo.

De acordo com a imprensa moçambicana, Shabnam Issufo é mulher do proprietário do Grand Plaza Hotel, em Nampula, e foi atacada quando se dirigia para o seu automóvel acompanhada pela filha.

O rapto ocorreu às 11h00 locais (10h00 em Lisboa), depois de a vítima deixar o edifício do consulado onde foi renovar documentação, disse o porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) na cidade de Maputo, Leonel Muchina.

Shabnam Issufo “foi intercetada” por três indivíduos desconhecidos numa viatura ligeira com uma arma que se suspeita que fosse uma AKM47, referiu o porta-voz. O grupo de raptores terá arrastado a vítima até ao automóvel em que fugiram.

“Nós fizemos uma reconstituição deste crime”, acrescentou Muchina. Os raptores ainda não foram encontrados. Este é o segundo rapto em menos de 48 horas na cidade de Maputo. 

Ver comentários